Brasil conquista quatro medalhas na 24ª Olimpíada Ibero-Americana de Matemática

 

 

Medalhista da OBMEP foi prata na competição
 
Luzinalva Miranda de Amorim escreve da Bahia

O Brasil e a OBMEP estiveram bem representados na 24ª Olimpíada Ibero-Americana de Matemática, que aconteceu entre os dias 17 e 27 de setembro na cidade de Santiago de Querétaro, no México. Foram conquistadas duas medalhas de ouro e duas de prata na competição!
 
O estudante Marcelo Tadeu de Sá Oliveira Sales, ouro nas edições de 2007 e 2008 da OBMEP, voltou para casa trazendo a medalha de prata. Renan Henrique Finder, de Joinville (SC), que atualmente estuda na cidade de São Paulo (SP), obteve medalha de ouro e a maior pontuação da competição – 41 pontos. Matheus Secco do Rio de Janeiro (RJ) também conquistou medalha de ouro, enquanto Marco Antonio Lopes Pedroso, de Santa Izabel (SP), conquistou mais uma prata para o país.
 
A equipe brasileira foi chefiada pelos professores Onofre Campos e Luzinalva Miranda de Amorim, ambos coordenadores de Iniciação Cientifica da OBMEP.
 
A Olimpíada Ibero-Americana de Matemática é realizada desde 1985 com a colaboração dos Ministérios de Educação e de Sociedades de Matemática. Os objetivos principais da competição são fortalecer e estimular o estudo da Matemática, contribuir para o desenvolvimento científico da comunidade ibero-americana, detectar jovens talentos e incentivar a troca de experiências entre os participantes.
 
Este ano participaram da competição as delegações de: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, El Salvador, Equador, Espanha, Guatemala, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, Porto Rico, República
Dominicana, Uruguai e Venezuela, representados por equipes de até quatro alunos, totalizando 84 estudantes.