"Derivadas" ganha prêmios em Festival de Cinema

 

 

"Derivadas", documentário de María Campaña Ramia que revela três histórias de vida ligadas pelo amor à matemática, ganhou dois prêmios no Festival de Cinema e Vídeo Científico do Mercosul (CineCien). Além de melhor curta na categoria Educação, trouxe para o Brasil o prêmio de melhor curta da Rede de Salas Digitais do Mercosul (RECAM).

 

Com a premiação da RECAM, no ano que vem, o documentário entra na programação da rede de cinemas digitais do Mercosul, composta por 10 salas na Argentina, 10 no Brasil, 5 em Paraguai e 5 no Uruguai.

 

 

Lançado em 2015, "Derivadas" retrata Evandro Firmiano da Silva e Dávila de Carvalho Meireles, multidalhistas da OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas) que moram em Dores do Turvo (MG), e Elon Lages Lima, ex-diretor do IMPA e um dos mais importantes autores de livros de matemática do país (1929-2017), morto em maio.

 

 

Segundo María, a premiação vem em momento em que a OBMEP está novamente muito presente na vida dela. Há pouco tempo, no Rio, ela esteve com os dois protagonistas de Minas. Dávila veio fazer uma prova na Fundação Getúlio Vargas (FGV), foi aprovada e, no ano que vem, inicia a graduação em Economia. Evandro fez o Enem e, enquanto não sai o resultado, sonha em cursar Agronomia na Universidade Federal de Viçosa.

 

 

"Foi com muita alegria que recebi a notícia dos prêmios. Dois anos se passaram desde que o filme ficou pronto. E agora, por coincidência, a OBMEP surge para mim novamente. Recentemente, os meninos vieram aqui ao Rio. E há também o corte no orçamento que coloca a OBMEP em risco. Fico torcendo para que isso não aconteça porque ela realmente muda vidas. Seria trágico isso", avalia a diretora.

 

 

O documentário pode ser conferido na íntegra no site da OBMEP, no link http://www.obmep.org.br/derivadas.htm

 




$result.label